LOCAL

LIGAR

CHAT

MEU PERFIL

11 3674-5500

BUSCA

CIDADE

A Helbor enviou mensagem ao site The Intercept Brasil em que responde a um artigo publicado hoje, 25 de março de 2020, também distribuído por meio de Newsletter em e-mails cadastrados, sob o título “Youtube faz canais de direita ganharem dinheiro espalhando mentiras sobre Coronavírus”.
Veja a íntegra:

Mogi das Cruzes, 25 de março de 2020.
Ao The Intercept Brasil


A/C Tatiana Dias e Paulo Victor Ribeiro


Prezados Senhores:
Em respeito aos assinantes e leitores do The Intercept Brasil, e em atenção aos nossos clientes, funcionários e acionistas, a Helbor Empreendimentos S.A., informa que não fez anúncios em publicações da Folha Política ou de outra organização política em quaisquer canais de internet, inclusive no Youtube, ao contrário do que citou artigo assinado por Tatiana Dias e Paulo Victor Ribeiro, no site do The Intercept Brasil, de hoje, 25 de março de 2020, também distribuído por e-mail, intitulado “Youtube faz canais de direita ganharem dinheiro espalhando mentiras sobre Coronavírus”.

Caso os autores do artigo ou outras pessoas que colaboraram em sua elaboração, bem como qualquer usuário da internet, tenham o hábito de ler e pesquisar informações sobre o mercado imobiliário, área em que a Helbor atua como incorporadora há 42 anos, podem ter visto nossos anúncios eletrônicos em diferentes sites e endereços do Youtube que por ventura visitaram, devido exclusivamente às suas preferências pessoais registradas na internet.

Para reiterar nossa posição, citamos a Política de Anúncios do Youtube:
“Anúncios nos vídeos que você assiste - Os anúncios exibidos nos vídeos do YouTube que você assiste são personalizados de acordo com seus interesses. Eles têm como base suas Configurações de Anúncios no Google, o conteúdo que você assistiu e se você fez login ou não. Quando você está conectado à sua conta, os seguintes sinais anônimos definem quais anúncios são exibidos: tipos de vídeos assistidos; Apps utilizados no seu dispositivo, Sites visitados, Identificadores anônimos associados ao seu dispositivo móvel, Interações anteriores com anúncios ou serviços de publicidade do Google, Sua localização geográfica, Faixa etária, Sexo, Interações de vídeo do YouTube. Os anúncios têm como base o conteúdo dos vídeos que você assistiu e se você fez login ou não”.

Por isso, a bem da verdade, a Helbor solicita a imediata remoção de seu nome e de citações a vinculadas à Companhia no referido artigo publicado no The Intercept Brasil e também por divulgação de informação sobre a incorporadora que pode gerar danos à sua imagem e reputação. Solicita, ainda, que seja feito o esclarecimento público sobre o equívoco cometido, uma vez que o texto induz a erro leitores que não conhecem a política do Youtube para publicidade e tão pouco tem conhecimento que a Helbor, por princípio e em cumprimento a normas legais, não participa e nem patrocina causas de cunho político.


Atenciosamente,


Roberto Viegas
Assuntos Corporativos

Perfil Inteligente